Home > Destaque > Reinaldo Azambuja cobra no Ministério da Agricultura liberação de R$ 70 milhões em emendas

Reinaldo Azambuja cobra no Ministério da Agricultura liberação de R$ 70 milhões em emendas

Campo Grande (MS) – Para ampliar investimentos na agricultura familiar de Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja cobrou no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a liberação de R$ 70 milhões em emendas do Orçamento da União de 2019 e 2020.

Em audiência com a ministra Tereza Cristina nesta terça-feira (14/7) em Brasília (DF), ele destacou que os recursos serão destinados para aquisição de maquinários, equipamentos e implementos agrícolas “que fortalecem e melhoram a competitividade dos pequenos produtores”.

“Estamos trabalhando, ainda, para a indicação de mais emendas para este ano para a recuperação de estradas vicinais, que têm relação direta com o escoamento da produção de assentamentos da agricultura familiar”, pontuou Reinaldo Azambuja.

Segundo ele, a ministra garantiu atenção especial as demandas do Mato Grosso do Sul. “Além de ministra, Tereza Cristina é amiga de todo o setor produtivo do Estado. Temos a certeza de que ela é atenta às necessidades do campo, indutor da nossa economia”, completou.

Desde 2015, quando teve início o primeiro mandato do governador Reinaldo Azambuja, a agricultura familiar de Mato Grosso do Sul já recebeu mais de R$ 1 bi em investimentos – da compra de equipamentos agrícolas até a elaboração de projetos do Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf).

O Estado tem mais de 70 mil agricultores familiares, entre famílias assentadas, quilombolas e agricultores familiares tradicionais, segundo dados da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer). Atualmente, 70% da cesta básica do brasileiro vem do pequeno produtor.

Bruno Chaves, Subcom
Foto: Mapa

Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

FCO Empresarial: Parcelas de outubro, novembro e dezembro estão prorrogadas para janeiro de 2021

Atendendo as solicitações do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis do FCO, o Banco do Brasil anunciou que os empresários de ...