Home > Destaque > Palmeiras cai diante do Tigres e vê sonho do Mundial acabar na semifinal em Doha

Palmeiras cai diante do Tigres e vê sonho do Mundial acabar na semifinal em Doha

 viu seu sonho de conquistar o Mundial de Clubes chegar ao fim de maneira precoce. Em dia de apresentação sem brilho e pouca inspiração, foi eliminado na semifinal, em Doha, pelos mexicanos do Tigres, com derrota por 1 a 0. Os paulistas juntam-se a -MG e Internacional, que também viram a “zebra” aprontar e não alcançaram a decisão.

Depois de perder a final diante do Manchester United em 1999, numa bela apresentação, a esperança de ex-jogadores e torcedores era grande por uma reviravolta no Catar, com boa campanha e, enfim, a busca pelo tão sonhado título.

O retorno à competição, 21 anos depois, porém, foi no mínimo frustrante. Nem de perto o  foi aquele time dominante e apontado entre os melhores do País e da América do Sul. Faltou um ímpeto ofensivo maior, apesar da luta até o apito final. Não teve o “grande lance”, a pressão, o susto. Pareceu que o time estava num jogo normal e não em uma semifinal de Mundial.

 tinha a obrigação de jogar melhor. Mas sucumbiu, possivelmente pela pressão por um resultado positivo no Mundial. Peças importantes sentiram e renderam pouco. Agora é repetir a campanha brilhante na temporada para buscar voltar ao Mundial o mais breve possível, pois elenco a equipe tem de sobra.

O português Abel Ferreira não quis saber de invenção e repetiu a escalação campeã da  diante do , há uma semana Mesmo a equipe pouco criando naquele clássico, decidido no último lance. Deu moral a quem iniciou o jogo da conquista da América.

A ordem era marcar forte, pressionar a saída de bola e explorar a rapidez de Rony e o oportunismo de Luiz Adriano. Como os mexicanos apresentaram um futebol cadenciado na semifinal contra o Ulsan, a velocidade dos brasileiros tinha tudo para ser o diferencial contra um oponente repleto de atletas experientes, mas lentos.

, contudo, demorou para encaixar seu melhor futebol no estádio Education City, em Doha. Logo de cara, um susto. Weverton fez milagre logo com três minutos. Cabeçada de González e voo do palmeirense para defender com o braço direito.

Aos poucos, o  foi se soltando, mas necessitava de calma para furar o paredão mexicano. Com metade da etapa, tinha a bola e o domínio do campo, apesar das poucas finalizações. Sem ver o goleiro Gúzman trabalhar muito, o Tigres resolveu se soltar.

Gignac exigiu duas novas grandes defesas de Weverton antes do intervalo. Mesmo defensivo, o Tigres era perigoso quando ousava ir à frente. Não fosse o goleiro palmeirense e o placar teria sido aberto.

 não fez um primeiro tempo primoroso, longe disso, e necessitava de uma conversa e acerto no intervalo. Apesar de bem em uma parte da etapa inicial, faltaram finalizações e mais objetividade.

A volta para a segunda fase palmeirense seguiu abaixo do esperado. Com sete minutos, Luan agarrou o atacante na área de maneira infantil. A arbitragem viu o pênalti. Gignac bateu e Weverton desta vez não conseguiu defender, apesar de resvalar na bola.

 tinha menos de 40 minutos para colocar a cabeça no lugar e buscar a igualdade. Abel Ferreira nem esperou e optou pela força de Patrick de Paula e a garra de Felipe Melo para “chacoalhar” os companheiros. Lançou, ainda, Willian.

O gol, porém, foi uma ducha de água fria no . O time sentiu demais. A bola passou a queimar nos pés e as jogadas não eram concluídas com perfeição. Rony até empatou, mas impedido. Colocar a cabeça no lugar era necessário para a busca pela igualdade. Mas a tensão se fazia presente e o relógio jogava contra.

 lutou pelo empate até o fim, sem êxito. Sobrou coração, mas o grito do gol não veio. Agora é reerguer a cabeça e seguir o trabalho que vem dando frutos há tempos. A conquista do Mundial será consequência.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 0 x 1 TIGRES

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez e Vina; Danilo (Felipe Melo), Zé Rafael (Patrick de Paula), Gabriel Menino (Willian) e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa); Rony e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

TIGRES – Guzmán; Luis Rodríguez, Reyes, Salcedo e Dueñas (Mexa); Rafael Carioca, Pizarro, Quiñones (Fulgêncio) e Aquino (Sierra); Carlos González e Gignac. Técnico: Tuca Ferretti.

GOL – Gignac (pênalti), aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Gabriel Menino e Luan () e Gúzman e Aquino (Tigres).

ÁRBITRO – Danny Makkelie (Holanda).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Education City, em Doha, no Catar.

https://www.midiamax.com.br/esportes/2021/palmeiras-cai-diante-do-tigres-e-ve-sonho-do-mundial-acabar-na-semifinal-em-doha

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

EM AÇÃO ITINERANTE, PREFEITURA LEVA VACINAÇÃO A SUPERMERCADOS NA MORENINHA E REGIÃO DO AEROPORTO

Para facilitar o acesso da comunidade aos locais de vacinação, nesta quinta-feira (19), dois pontos de vacinação itinerante contra a ...