Home > Entretenimento > Os bastidores da volta de Gabriela Pugliesi (e a autoajuda mara) às redes – A influenciadora evocou Deus e culpou o ego em vídeo de retorno à internet; sua reclusão envolveu leituras e anunciantes negociou posts patrocinados
Gabriela Pugliesi: evoca autoajuda para dizer ser uma pessoa melhor INSTAGRAM @GABRIELAPUGLIESI

Os bastidores da volta de Gabriela Pugliesi (e a autoajuda mara) às redes – A influenciadora evocou Deus e culpou o ego em vídeo de retorno à internet; sua reclusão envolveu leituras e anunciantes negociou posts patrocinados

Em uma estratégia pensada com amigos, familiares e empresários, Gabriela Pugliesi saiu da toca com um vídeo editado e legendado. Ela reativou seu Instagram três meses após ter sido cancelada por dar uma festa em sua casa, furando a quarentena ainda em seu início. O autogolpe foi catastrófico na imagem em razão da frase “f***-se a vida”, em meio à pandemia. Ela se preparou para o vídeo postado no começo da noite desta segunda, 20. Nos últimos meses sem passar 24 horas com o celular na mão, foi orientada a ler livros sobre feminismo e racismo como forma de entender mais sobre o contexto do mundo. Também pesquisou e assistiu lives a respeito da cultura do cancelamento por meio do perfil de seu cachorro. Desplugada, pero no mucho. Passou a ser espectadora da plataforma que a transformou em celebridade.

Na gravação de retorno, Gabriela evoca a constante necessidade de evolução, de sair da bolha e não ignorar a realidade das pessoas para além de se círculo social. Pugliesi traz à tona, assim, toda a teoria de manuais de autoajuda para dizer ter se tornado uma pessoa melhor. “Compreender a dor e aprender com ela” é uma das aspas ditas por ela no vídeo de pouco mais de 10 minutos. A moça responsabiliza, em parte, seu otimismo por ter fechado os olhos para uma parte cruel do mundo. Diz que o ego e a vaidade fazem perder a compreensão. Uau!

Há alguns pontos inconsistentes no argumento dela. Influenciadora há uma década, ela diz que até a festa em questão não tinha noção de seu tamanho. Difícil de acreditar quando seu faturamento inteiro é pautado por números, algoritmos e métricas. Seguidores e dinheiro andam de mãos dadas, e ela sabe disso.

Verdade seja dita: Pugliesi foi a única celebridade cancelada de fato por ter furado a quarentena. Muitas outras estão fazendo festas durante a pandemia, até com mais convidados, a exemplo de Mario Velloso. Nada aconteceu. No caso dela, pesou o fato de vender saúde e bem estar — e de a irmã ter sido a noiva do ‘corona wedding’, em março. na Bahia.

Ela perdeu todos os seus patrocinadores, mas agora o fato: há anunciantes negociando posts patrocinados com ela. A procura tem sido por publicidades menores, não nomes grandes do mercado de moda e beleza. E o valor dos anúncios deve cair drasticamente neste primeiro momento. Na era pré-cancelamento, ela tirava 200 000 reais em um mês bom e tinha contratos com marcas como Hope e Rappi.

Pedir desculpas e entender o erro são atitudes louváveis. Resta saber se aprendeu a ter noção sobre a responsabilidade que tem para com seus 4 milhões de seguidores e se aprendeu algo com o episódio.

FONTE: https://veja.abril.com.br

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

FCO Empresarial: Parcelas de outubro, novembro e dezembro estão prorrogadas para janeiro de 2021

Atendendo as solicitações do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis do FCO, o Banco do Brasil anunciou que os empresários de ...