Home > Destaque > Hospitais de MS aderem a avaliação nacional da Anvisa sobre boas práticas de segurança ao paciente

Hospitais de MS aderem a avaliação nacional da Anvisa sobre boas práticas de segurança ao paciente

Pelo segundo ano consecutivo, Mato Grosso do Sul obtive 100% de adesão dos hospitais com leitos de UTI no preenchimento da Avaliação de Práticas de Segurança do Paciente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Todos os 24 hospitais do Estado, das redes pública e privada, fizeram a adesão para avaliação.

Para a Gerente Técnica de Serviços de Saúde da Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Aline Schio de Souza, “a avaliação representa um processo de melhora. Por isso, incentivamos o preenchimento para os hospitais focarem no que é mais preciso melhorar”.

A versão da avaliação 2020 dispõe de 21 indicadores de estrutura e processo, baseados na RDC n° 36/2013, que institui as ações de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde. A Avaliação Nacional vem sendo aplicada em serviços de saúde do país com leitos de UTI desde 2016.

Esta iniciativa está apoiada no Plano Integrado de Gestão Sanitária da Segurança do Paciente, consistindo em uma importante estratégia para a promoção da cultura da segurança, uma vez que enfatiza a gestão de riscos, o aprimoramento da qualidade e a aplicação das boas práticas em serviços de saúde.

Em 2019, os 24 hospitais com leitos de UTI participaram desta avaliação, quatro ficaram com a nota máxima de boas práticas ao paciente, dentre eles: o Hospital Universitário de Dourados e o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora de Três Lagoas. A Anvisa fará a divulgação em janeiro de 2021.

Rodson Lima, SES 

Foto: Chico Ribeiro

Página Inícial

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

FCO Empresarial: Parcelas de outubro, novembro e dezembro estão prorrogadas para janeiro de 2021

Atendendo as solicitações do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis do FCO, o Banco do Brasil anunciou que os empresários de ...