Home > Destaque > DOF apreende mais de 3 toneladas de maconha que seriam levadas para o Rio Grande do Sul

DOF apreende mais de 3 toneladas de maconha que seriam levadas para o Rio Grande do Sul

Policiais Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam na tarde de sábado (19), na rodovia BR-163, na região de Itaquiraí, uma carreta carregada com mais de 3 toneladas de maconha.

Os policiais do DOF abordaram o veículo que era conduzido por um homem de 45 anos de idade, que disse estar transportando carga de 30 toneladas de milho e que a carreta que teria sido pega no Assentamento Itamarati, no município de Ponta Porã, seria entregue na cidade de Esteio (RS), porém apresentou problemas mecânicos.

Durante vistorias a carga, os policiais localizaram vários fardos prensados da droga. O condutor negou a propriedade da maconha e informou ao DOF que já pegou o veículo já carregado. Os 35 mil quilos de milho foram descarregados em uma cerealista em Naviraí.

Uma equipe do 12º Batalhão de Polícia Militar auxiliou na escolta da carreta com a droga até a Delegacia da Polícia Federal de Naviraí, onde o homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, sendo em seguida colocado à disposição da Justiça.

A ação realizada pelo DOF no sábado na fronteira com o Paraguai, integra a Operação Hórus, que em Mato Grosso do Sul é realizada por meio de parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Denúncia

O DOF mantém um canal aberto direto com a população através do telefone 0800 647-6300 para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas. A pessoa não precisa se identificar e a ligação é mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Joelma Belchior, Sejusp

Foto: Arquivo DOF

FONTE:http://www.ms.gov.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

FCO Empresarial: Parcelas de outubro, novembro e dezembro estão prorrogadas para janeiro de 2021

Atendendo as solicitações do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis do FCO, o Banco do Brasil anunciou que os empresários de ...